Flisol DF, novo recorde de público estabelecido e previsão de sucesso confirmada

Sábado tive o prazer de mais uma vez participar do FLISOL DF, que graças à organização de integrantes do PSL DF, obteve uma renovação do sucesso alcançado nas edições anteriores, com novos recordes de pessoas inscritas e de participantes efetivos, contando inclusive com a participação de palestrantes e caravanas vindas de outros estados, e a contribuição de instituições como a FAJESU, faculdade que sediou o evento este ano, além de tantas outras que contribuiram de uma forma ou de outra para que fosse realizado.

Infelizmente devido a sua dinâmica de realização em um único dia, simultâneamente em vários países da América Latina e Estados brasileiros, nem sempre é possível participar de todas as palestras e mini-cursos dos quais temos interesse. Além disso alguns problemas ocorreram, são inevitáveis em eventos dessa proporção, porém nada que comprometesse o seu objetivo e, quem esteve presente nessa e nas edições anteriores, pode ver que o mesmo tem crescido a cada ano, tanto em número de participantes da comunidade quanto de palestrantes, voluntários, patrocinadores e em nível organizacional.

Cheguei ao evento às 8:40 h e, como esperado, já havia uma longa fila formada em frente aos terminais de confirmação de presença e reserva de participação em mini-cursos. Mesmo com o grande número de colaboradores realizando essas confirmações, reservas e preenchimento de identificações, esperar um pouco na fila foi inevitável, já que mais de setecentas das quase mil e duzentas pessoas inscritas estavam presentes para prestigiar o acontecimento.

Confirmei minha presença e fiz minhas difíceis escolhas de participação entre os diversos conteúdos interessantes à disposição, afinal naquele momento queria poder me dividir em vários para comparecer em muitos outros, já que os mini-cursos tinham suas vagas limitadas e carga horária maior, o que inviabilizava a participação nas palestras com horários conflitantes.

Optei pelas que pude e após a abertura do evento ocorrer no auditório da instituição com certo atraso, provocado pela fila de inscritos(as) e das palavras iniciais proferidas por membros do corpo docente da faculdade, além de um integrante do Ministério do Planejamento entre outros(as), comecei a minha peregrinação pelas salas e laboratórios, todos(as) apelidados(as) com nomes ligados ao mundo do software livre, como Slackware, Debian, Tux, Kurumin, Fedora, etc.

Minha primeira escolha foi participar da palestra sobre o SIGATI ( Sistema de Gestão de Ambientes de TI ), uma ferramenta baseada em licença GPL cujo objetivo é prover a administração de serviços de diretório baseados no OpenLDAP. A paletrante Renata Rodrigues conseguiu contornar o problema causado pela infraestrutura e, durante a palestra, nos explicou o que é, os objetivos e de onde surgiu a ferramenta, em um laboratório de informática que não dispunha dos recursos audiovisuais necessários à apresentação. Diria que compartilhou seus conhecimentos com os(as) presentes de maneira excelente!

O SIGATI, desenvolvido em Java pela Universidade Católica de Brasília, tem como motivação maior prover ferramentas gráficas que permitam a administração efetiva de um serviço de diretório distribuído baseado no OpenLDAP, evitando desta forma que o administrador tenha que editar manualmente os arquivos de configuração. O SIGATI é uma ferramenta livre que pode se instegrar com aplicações que lidem com LDAP ou OpenLDAP. Uma lista das funcionalidades do SIGATI, além de maiores detalhes a respeito do projeto e acesso a fóruns de discussão, podem ser obtidos no Portal do Software Público Brasileiro.

Para a segunda escolha optei pela palestra sobre customização e replicação de sistemas GNU/Linux, ministrada por Enock Borges da Coopersystem. Além de ser interessante foi realizada no mesmo laboratório da palestra anterior, portanto não tive que trocar de sala. Ele nos apresentou o Ghost4Unix, que trabalham de maneira similar ao Norton Ghost para Windows, criando uma imagem de alguma instalação GNU/Linux para que possa ser replicada em outras máquinas com hardware similar, evitando assim a necessidade de realizar várias instalações que contenham os mesmos requesitos.

Isso é bem útil quando temos, por exemplo, cinquenta máquinas iguais e queremos instalar nelas a mesma distribuição, com a mesma seleção de aplicações. Já pensou ter de realizar cinquenta instalações idênticas para ter a sua rede funcionando? Seria um pouco chato não é? Para que isso não seja necessário, basta criar uma imagem da primeira instalação realizada, movê-la para um servidor de arquivos e usar o G4U para aplicá-la nas quarenta e nove restantes. 🙂

Infelizmente, devido a problemas de privilégios de acesso, não pudemos realizar a instalação do mesmo nas máquinas do laboratório, pelo menos durante o tempo em que pude estar presente. Por causa do atraso inicial, até às 12:30 h ainda não havíamos conseguido contornar o problema, sendo então liberados para o almoço e retorno posterior. Entretanto, como às 13:00 h já seria iniciada a palestra seguinte, não pude voltar para ver a conclusão da mesma e da resolução problema. 😦

Depois de um rápido lanche na cantina ( lotada! ) da faculdade, corri para a sala onde agora o tema seria jogos livres. Afinal também temos de nos divertir não é mesmo? 🙂

Como no ano passado, a seleção dos mais variados tipos de jogos foi apresentada pelo Fábio Araújo, que mantém o site Grunc ( Grupo de Usuários Nerd de Computadores ). Conhecedor do assunto, ele nos trouxe uma ampla variedade de jogos diferentes dos apresentados no ano anterior, com direito a pausas para demonstração ao vivo no telão. Todos livres e podendo ser instalados tanto em sistemas GNU/Linux quanto Windows ou Mac. Em seu site está disponível para dowload a apresentação realizada na edição 2007 do FLISOL, e ele comunicou ao final da palestra que também disponibilizará a deste ano. Os destaques ficaram por conta dos jogos OpenArena, World of Padman, Secret Maryo Chronicles, entre outros. Alguns destes estavam instalados na sala de jogos e fizeram muito sucesso entre os(as) participantes que por lá estiveram.

Sem pausas para ir ao escritório acima, como quarta escolha fui à sala Debian para assistir a palestra “Como Criar E-Builds”, ministrada por Hélder Maximo Mendes. Sinceramente a escolhi por não saber exatamente do que se tratava, afinal só havia ouvido falar em Slackbuilds até aquele momento e decidi participar para ver o que era. Fui informado então que o foco da palestra era a construção de E-builds para a distribuição Gentoo Linux, que nada mais são que formatos especializados de scripts para uso com o Portage, que é o sistema de gerenciamento de pacotes da distribuição, e que automatizam os procedimentos de compilação e instalação dos seus pacotes. O Hélder nos mostrou como eles são compostos e como escrevê-los com efetividade. Os Slackbuilds tem função similar para as distribuições Slackware Linux, facilitando a instalação de pacotes que não contam no release oficial.

Minha próxima parada foi na sala Fedora, para a palestra sobre os sistemas gerenciadores de conteúdo Joomla e WordPress, ministrada pela dupla Reinaldo e Humberto. Infelizmente não pude assistir a todo o conteúdo preparado pelos dois por uma questão de tempo. O Humberto começou a sua explanação a respeito do WordPress, mostrando-nos como ele e sua equipe remodelaram o site do Ibama. Graças à sua apresentação pude anotar uma coleção de ótimos e interessantes plugins para utilizar em meu site pessoal, ainda em desenvolvimento. Minha esperança é que o Reinaldo divulgue o vídeo da palestra deles, para que possa ver o restante do conteúdo que apresentaram.

Por último, mas não menos importante, já que minha ida ao FLISOL foi causada principalmente por esta apresentação, voltei à sala Slackware para assistir a uma palestra sobre o mesmo. Eu já iria comparacer ao evento de qualquer forma, mas ao saber que haveria alguém falando sobre a minha distribuição favorita só contribuiu para o meu comparecimento. Para falar sobre o Slackware estava presente André Geraldo, que soube apresentar de maneira sem igual a distribuição aos presentes, falando sobre ela em todos os aspectos desde a sua origem, os motivos que levaram à sua criação, suas características, sua instalação, inicialização, configuração além de para quê e onde as pessoas utilizam o Slackware. Gostei muito da apresentação, até por que foi nela que fiquei sabendo para que serviam os Slackbuilds que comentei acima, além de conhecer outras ferramentas de configuração disponíveis que, mesmo sendo usuário de Slackware desde a versão 10.2, ignorava completamente.

Por fim voltei ao amplo auditório da faculdade para participar do encerramento do evento, que contou com a participação do Sr. Izalci Lucas, Secretário de Ciência e Tecnologia. Ele apresentou os projetos que tem sido realizados em suas áreas de competência, comentando sobre a implementação do Parque Digital, o projeto Wireless, que deve levar acesso rápido e gratuito a todos os moradores(as) do Distrito Federal, entre outros.

Após sua explanação, seguiram-se os comentários oferecidos pelos organizadores com um resumo dos números do FLISOL, além do sorteio de vários brindes que iam desde camisetas do evento ( eu ganhei uma! ), até a bolsas parciais e totais de cursos de certificação oferecidos pela Atenas Tecnologia e TecnologiaBR, além das bolsas de graduação e pós-graduação oferecidas pela FAJESU.

Gostei muitíssimo de todo o evento! Mesmo com os pequenos problemas ocorridos, não poderia deixar de classificá-lo como o melhor de todos os festivais sobre software livre que já ocorreram aqui no Distrito Federal. Só me resta agora aguardar a edição do próximo ano, além de torcer pela continuidade do sucesso e crescimento deste evento maravilhoso que a cada edição integra mais a comunidade de software livre em toda a América Latina, difundindo a sua filosofia de liberdade e compartilhamento de conhecimento. Até o ano que vem, se Deus quiser!

2 opiniões sobre “Flisol DF, novo recorde de público estabelecido e previsão de sucesso confirmada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s