Tutorial de instalação do KDE 4.1 no Slackware

Bem pessoal, como muitos(as) estão curiosos(as) sobre a instalação do KDE 4.1 no Slackware 12.1, resolvi ilustrar o procedimento. Devo ressaltar que os pacotes que utilizaremos estão no diretório /testing da árvore do Slackware-current, portanto não recomendo utilizá-lo em versões do Slackware anteriores à 12.1, e mesmo que seja nesta versão pode ser que alguns programas que costume utilizar não estejam disponíveis ao término do procedimento. Se mesmo assim desejar continuar, prossiga com a leitura e vamos lá!

O primeiro passo será acessar a página que contém os arquivos que vamos precisar para realizar a instalação, e baixá-los é claro. Isso pode causar um pouco de dor de cabeça pois alguns pacotes eu não encontrei nos repositórios brasileiros, o que demandou um pouco mais de tempo para baixá-los lá de fora. Aliás nem tentem no Slacklife pois parece estar fora do ar. Usem preferencialmente o slackware-brasil.

Certifique-se então de que tenha baixado todos os arquivos, de todas as pastas que estejam no /testing, que contenham KDE em sua descrição, com excessão é claro do diretório kde-l10n, que contém os arquivos de internacionalização e do qual pode baixar apenas o pacote kde-l10n-pt_BR-4.1.0-i486-1, que corresponde ao português do Brasil. A falta da instalação de algum dos outros arquivos pode impossibilitar o carregamento dele.

Recomendo também que separe os pacotes baixados em pelo menos duas pastas, deixando os arquivos que estão na pasta kde4/deps separados dos outros, pois o ideal é que sejam instalados antes deles para que não causem qualquer tipo de dependência.

Também tenha certeza de que eles não fiquem na sua área de trabalho, como é o padrão nos downloads realizados pelo Firefox, no caso de ainda estar com o KDE 3 em utilização. Aliás o ideal e que esteja em outro gerenciador para executar o procedimento, colocando os arquivos baixados em uma pasta que não tenha ligação com o KDE. Para este tutorial vou passar para o XFCE, mas podem utilizar qualquer outro de sua preferência que tenha instalado, ou mesmo nenhum, afinal todos os procedimentos serão feitos no terminal.

Primeiramente vamos remover o KDE 3, juntamente com seus pacotes correlatos, do sistema. Ou, caso tenha realizado a instalação do Slackware sem a inclusão dele, pule o próximo passo. Para removê-lo, acesse o terminal com permissões de superusuário, e em seguida execute o seguinte comando:

# pkgtool

Esse comando inicia a ferramenta de gerenciamento de pacotes integrada ao Slackware. Com ele vamos remover os pacotes antigos do KDE para que não ocasionem conflitos com os novos. No screenshot tirado está a janela inicial do pkgtool, escolha a opcão remover pacotes para retirar os que serão substituídos.

Segundo o README criado por um dos desenvolvedores do Slackware, devemos retirar todos os pacotes QT e KDE, incluindo seus aplicativos correlatos como Amarok, KOffice, qca, qca-tls, knemo, poppler, além de remover os diretórios /etc/kde e /home/.kde.

Confuso né! Tambem achei a princípio mas não é tanto. De qualquer forma desinstalei os seguintes pacotes:

– Amarok;

– Todos os que começavam com kde;

– O kdmtheme (só por precaução, e que você pode não ter instalado já que não vem por padrão);

– O kmyfirewall (mesmo caso que o de cima);

– Knemo;

– Poppler e poppler-data;

– E por último o qt.

Para marcá-los, basta usar as setas direcionais do teclado para iluminar os pacotes e a barra de espaço para incluir um asterisco na frente dos que serão removidos. Use a tecla tab e tecle enter para o pkgtool aceitar a remoção dos pacotes selecionados.

Aguarde um pouco e eles serão removidos. Feito isso falta remover os diretórios referidos no README. Para tanto execute os comandos no terminal, sempre com privilégios de administrador:

# rm -rf /etc/kde

# rm -rf /home/usuario/.kde

# rm -rf /root/kde

No penúltimo comando, substitua o usuário pelos diretórios de todos(as) aqueles(as) que já haviam aberto o KDE com suas contas. Execute este último se você acessa a conta de administrador com ambiente gráfico, e se para tanto havia usado o KDE.

Com isso, vamos agora instalar os pacotes baixados. Primeiro instalamos as suas dependências, que estão no diretório kde4/deps, e então o restante dos pacotes. Isso pode ser feito de duas formas:

– Usando a segunda opção do pkgtool e apontando para o diretório onde se encontram os pacotes que se deseja instalar;

– Ou indo diretamente ao diretório, pelo terminal, e instalando-os com o comando:

# instalpkg *.tgz

Como podem ver houve um erro na instalação do pacote kdegames, deve ter vindo corrompido pelo que indica a linha de erro, mas como não é essencial para o funcionamento do sistema pode ser instalado posteriormente. Depois de todos instalados, use o xwmconfig para escolher o KDE como gerenciador padrão. Basta então digitar o famoso startx em seguida.

# xwmconfig

Ou, se como no meu caso estiver usando um gerenciador de login gráfico, saia da seção atual e acesse-o escolhendo o KDE como opção para carregamento.

E voilà!! Aí está o que lhe espera depois que a área de trabalho for carregada, claro que sem  a página do blog já aberta né!🙂 Só a coloquei para que vissem que o procedimento funcionou. O mais estranho é que não precisei reinstalar o driver da NVídia, ele já carregou de cara. Ainda não o configurei e nem reiniciei o computador, pois já era um pouco tarde como podem ver pelo relógio na imagem acima. Talvez seja mesmo necessário reinstalar o driver de sua placa de vídeo antes que funcione da primeira vez, afinal no meu caso eu não deixei o ambiente gráfico, voltando para o GDM instalado pelo Gnome Slackbuild e escolhendo seu carregamento. Vou ver isso a noite, quando chegar da faculdade, e comento aqui no post se necessário.

Como podem ver no screenshot, realmente pode existir alguns problemas, como a exibição de ícones duplos para a bateria do meu note, pelo menos que eu tenha percebido por enquanto. Mas fora isso agora são só ajustes que cada um(a) deve fazer a seu gosto. Até a próxima!

8 opiniões sobre “Tutorial de instalação do KDE 4.1 no Slackware

  1. Olá pessoal! Como disse antes, não foi preciso mesmo reinstalar o driver da minha placa de vídeo. Depois de matutar percebí que o procedimento não causa nenhuma alteração nos arquivos do X, por isso não há necessidade de reinstalação, portanto vocês não terão problemas.

    Abraços!

  2. Pingback: KDE 4.2.0 lançado « Caminhando Livre

  3. Ola, muito bom o tutorial…
    estou aqui com o Slackware 12.2 e segui mais ou menos parecido com o seu para instalar o kde 4.2.
    Porém me aconteceu um problema aqui, e gostaria de saber se alguem pode me ajudar….

    segui os passos, baxei os pacotes com o comando:

    wget -rc ftp://ftp.slackware-brasil.com.br/slackware-current/testing/packages/kde4

    segui todos os passos, e funcionou tudo certo, o problema é que quando dou o Startx, ele inicia normal e trava nestá tela, como segue o link abaixo:
    Imagem

    achei meio estranho, se puderem me ajudar, valeu…

    a proposito, estou instalando o Slackware em uma maquina virtual dentro do vista, utiliso o Debian com dual-boot.

    valeu a todos

    • Olá Marco! Aparentemente é algo relacionado ao X.org, verifique se com outros ambientes gráficos ( como XFCE, etc. ) acontece o mesmo. Verifique também se não faltou nenhum pacote durante o download, deixar de instalar algum deles pode trazer problemas na execução e alguns dos pacotes do KDE 4, mesmo na versão anterior, eu tive de baixar de sites internacionais, pois não estavam disponíveis no mirror nacional.

      Abraços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s