Mudanças no Slackware Linux

Slackware logo

Na nova leva de atualizações da versão -current ( pré-lançamento ), a distribuição Slackware Linux trás a versão mais recente do gerenciador de janelas KDE ( 4.2.3 ) e incorpora um novo formato de compressão de seus pacotes, vejam uma tradução livre do anúncio oficial do post inserido no dia 08 de maio no changelog:

” Olá pessoal! Este lote de atualizações inclui o recém-lançado KDE 4.2.3, mas mais notavelmente marca a primeira separação do uso de gzip para comprimir pacotes Slackware. Em vez disso, vamos estar usando xz, baseado no algoritmo LZMA de compressão o .xz oferece uma melhor compressão até mesmo que o bzip2, mas ainda oferece bom desempenho extração  (cerca de 3 vezes melhor do que o bzip2 e não muito mais lento do que o gzip em nosso teste).

Uma vez que o suporte ao bzip2 tem sido solicitado a muito tempo, o suporte ao bzip2 e ao formato lzma  também foiram acrescentados (por que não?), Mas isto é puramente no interesse da completude – que pensamos a maior parte das pessoas provavelmente irá querer usar tanto o original .tgz ou o novo formato de compressão .txz. O atual formato de pacote Slackware (que consiste no layout dentro do pacote) não mudou, mas este é o primeiro suporte dentro das ferramentas de gerenciamento de pacote do Slackware utilizando algoritmos de compressão alternativos.

Algumas pessoas têm perguntado por que não escolher uma única extensão, como .slk. Enquanto há certamente um caso a ser montado para que a idéiia, as ferramentas ainda precisam de suporte ao .tgz para lidar com pacotes anteriores. Limitar-se “. Tgz” para tudo, não faz sentido. Usando extensões que refletem o formato de compressão utilizado pelo pacote  parece ser a abordagem mais transparente, e a que melhor segue a tradição.


Como um exemplo de melhora com a compressão. Txz, ter um olhar para o kernel-source pacote:

Antes: kernel-source-2.6.29.2_smp-noarch-1.tgz (73808508 bytes)

Depois: kernel-source-2.6.29.2_smp-noarch-1.txz (49150104 bytes)

O tamanho dos pacotes da árvore principal em / slackware foi reduzido de 1.9GB para 1.4GB, convertendo a maior parte dos pacotes para .txz.

A maioria dos pacotes foram convertidos a partir de .tgz para. .txz, mas vamos continuar a fazer os pacotes gzip, pkgtools, slackpkg, tar,  xz em formato .tgz até um futuro próximo.

Aproveite! E obrigado a Lasse Collin pelo grande trabalho no xz. “

Aparentemente houve uma enorme economia em espaço de armazenamento dos pacotes e como consequência poderemos ter ISO’s de instalação menores, facilitando inclusive as atualizações através da internet. Vamos aguardar e ver como ficarão as imagens finais da próxima versão do Slackware Linux. Para ver o anúncio na página original em inglês, acessem este link.

Uma opinião sobre “Mudanças no Slackware Linux

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s