Rede de computadores da Aramco restabelecida. Investigação ainda sem resultados

A Saudi Aramco informou que o ataque viral, que comprometeu dezenas de milhares de suas estações de trabalho no último mês, nunca pôs em risco a capacidade de produção de petróleo da companhia, e que todos os sistemas afetados foram restabelecidos e colocados em funcionamento novamente. O ataque à Aramco foi relacionado por pesquisadores ao malware de nome Shamoon, mas os informes oficiais da empresa não comentam sobre a natureza ou origem do vírus.

A ofensiva à Aramco, uma das maiores companhias produtoras de petróleo do mundo, foi desencadeada no dia 15 de agosto, e a companhia providenciou a remoção de acesso ao website da empresa para que pudessem investigar a natureza e extensão dos sistemas comprometidos.

Um grupo de atacantes auto-denominados de Cutting Sword of Justice, algo como Espada Cortante da Justiça, assumiu a autoria do ataque através de um post no site Pastebin, informando que haviam destruídos dados em trinta mil máquinas da companhia, incluindo estações de trabalho e servidores. A empresa não se manifestou inicialmente a respeito da extensão dos danos causados a sua rede de computadores, simplesmente informando que havia sofrido um ataque e que estavam em processo de saneamento. Na segunda-feira os membros da equipe de segurança restauraram todos os computadores que haviam sido infectados e as operação estavam de volta ao normal.

Informe original em inglês no site Slashdot.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s