Estudo estimula CIOs a escolher software livre

Segundo um estudo desenvolvido por Jim Norton, e disponibilizado em 17 de setembro deste ano, empresas que procuram substituir sistemas legados devem considerar as opções em softwares livres disponíveis ao invés de softwares proprietários ou serviços de nuvens públicas.

O trabalho publicado sob o título de Open for Business foi encomendado pela Amadeus, gigante na indústria de processamento de viagens, e avaliou o papel dos sistemas de código aberto em sistemas de transações críticas. Companhias aéreas e ferroviárias em particular tem usado sistemas desatualizados em mainframe por décadas e, inevitavelmente, os CIOs dessas empresas terão de escolher entre atualizações, terceirização ou serviços em nuvem e, na maioria dos casos, o estudo argumenta que reconstruir os sistemas utilizando software livre seria o melhor caminho.

Segundo o especialista, os softwares de código aberto fornecem aos setores de TI das empresas um acesso mais fácil à inovação através de uma excelente comunidade global de recursos compartilhados, ideias e desenvolvimento. Essa mesma comunidade fornece uma resposta mais rápida às mudanças nas preferências dos clientes, comunicadas por meio das redes sociais ou por meio de análises de negócios, além da resolução mais rápida dos problemas comuns aos sistemas.

O estudo também apurou que os softwares livres são os preferidos pela nova geração de talentos em tecnologia. O pessoal habilidoso e motivado que cresceu com a Internet não quer trabalhar com sistemas fechados e fora de moda” diz ele. “Se você não lhes fornecer ferramentas para trabalhar com Drupal, com Hadoop ou JQuery eles não ficarão felizes.

Jim Norton citou estudos da Escola de Economia de Londres que apontam uma economia, a longo prazo, de vinte porcento a favor dos investimentos em sistemas de código aberto quando comparado a suas alternativas. No entanto ressalva que essas economias só seriam possíveis depois de um período de transição mais caro, e que tais poupanças não se aplicam a todosO que tentei fazer com este estudo é olhar as lições aprendidas, diz ele. Substituir sistemas proprietários por livres não é simples nem fácil.

O Professor Norton destacou que enquanto os serviços de computação em nuvem pública já percorreram um longo caminho, os processos de negócios para apoiar uma mudança para estes serviços ainda não tiveram a mesma evolução. A interoperabilidade e a capacidade de auditar a segurança de serviços hospedados mal existem. “Em muitos aspectos a nuvem pública ainda é um negócio imaturo. Processos de negócio acabarão por acompanhar a tecnologia, mas ainda não chegaram lá. Eu esperaria que fizessem maior economia através da utilização interna de softwares livres, sem o uso de uma solução baseada em nuvem”.

Para saber mais sobre o estudo, basta acessar a página do blog da Amadeus e baixar gratuitamente uma cópia do mesmo em PDF.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s