Skype para GNU/Linux

Todos sabem da notícia recente da descontinuidade do Live Messenger pela Microsoft, e que agora o foco da empresa está em promover o Skype como sua plataforma padrão de comunicação, permitindo assim que os(as) antigos usuários(as) do Messenger migrem seus contatos para suas contas existentes no Skype. Ainda não testei a efetividade desta migração, mas como sei que muitas pessoas, que antes utilizavam outros comunicadores em suas distribuições GNU/Linux, querem saber como fazer agora que isso mudou, resolvi escrever sobre como proceder, o que é bem simples.

A nova versão do Skype já está disponível, e no próprio site oficial do projeto você encontra pacotes para diferentes distribuições GNU/Linux, que podem ser baixadas e instaladas normalmente, entre elas encontra-se versões para Ubuntu, Debian, Fedora, entre outras. Para aqueles(as) que, assim como eu, utilizam a Slackware Linux, há um script de instalação disponível no site Slackbuilds.org, e que permite que o Skype seja compilado para esta distribuição a partir do código-fonte.

Para tanto, basta baixar o arquivo com o script, chamado skype.tar.gz, além do arquivo que contém o código-fonte, chamado skype-4.0.0.8.tar.bz2. De posse dos dois em sua máquina, acesse o terminal e em seguida a sua conta de super-usuário(a). Descompacte o arquivo que contem o script e mova o arquivo que contém o código-fonte para dentro do diretório que foi criado quando da descompactação do arquivo que contém o script, com os comandos a seguir:

# tar -xvzf skype.tar.gz

# mv skype-4.0.0.8.tar.bz2 skype

Com isso, acesse o diretório criado, e que agora contém o código-fonte dentro, para que possa executar o script que irá compilar o pacote a ser instalado em sua máquina, com os seguintes comandos:

# cd skype

# ./skype.SlackBuild

Depois de algum tempo compilando, o sistema criará o pacote com extensão compatível para a instalação na Slackware Linux, e ele estará no diretório /tmp. Não se preocupe pois não haverá dificuldade em encontrá-lo, porque tão logo termine a compilação o próprio script avise que o pacote criado está neste diretório e qual é o nome dele. Agora basta que mande instalá-lo no sistema com o comando:

# slackpkg install /tmp/nomedoarquivocriado.txz

Se quiser guardar o arquivo que foi criado, para evitar que precise realizar todo esse procedimento novamente em caso de necessidade, basta mandar movê-lo do diretório temporário para um diretório onde costuma guardar as coisas que quer manter, usando para isso o comando seguinte, por exemplo:

# mv /tmp/nomedoarquivocriado.txz /home/nomedousuário

Agora que está instalado, é só localizá-lo no menu de aplicativos, executá-lo e começar a usar. 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s