Slackware Linux – Atualizações de segurança. Janeiro, 2019.

Slackware logo

Mais atualizações de segurança liberadas para a distribuição Slackware Linux, durante o mês de janeiro. A mais recente envolve um dos navegadores web mais utilizados, o Mozilla Firefox, que foi disponibilizado em sua versão 60.5.0esr, trazendo a aplicação de patches de segurança que corrigem três vulnerabilidades, sendo duas delas consideradas críticas, e uma de alto impacto.

O link para a publicação oficial da correção, pode ser consultado para maiores informações a respeito das vulnerabilidades, que incluem potencial escalação de privilégios, além de possibilidade de execução de código arbitrário.

Foram disponibilizados pacotes atualizados com o navegador, para as versões 14.2 e -current da Slackware Linux, tanto para arquiteturas de 32 bits quanto de 64 bits.

Também mantido pela Mozilla, o cliente de e-mails Thunderbird é outra das aplicações que sofreram atualizações de segurança, bem como melhorias em geral. A versão 60.5 corrige quatro falhas de segurança, sendo duas críticas, uma de alto e outra de baixo impacto. A divulgação oficial, por parte da Mozilla, pode ser vista seguindo este link.

Vale lembrar que a Fundação Mozilla mantém um programa de recompensas por vulnerabilidades descobertas junto aos projetos que esta mantém. Mais detalhes a respeito do programa podem ser consultados aqui.

Anteriormente, tivemos a disponibilização de atualização para o servidor web Apache, que corrige vulnerabilidades de segurança, mas também trazendo melhorias à aplicação. Entre as falhas de segurança corrigidas, encontrasse uma que permitia a atacantes remotos o envio de requisições maliciosamente personalizadas, fazendo com que o mod_ssl iniciasse um loop que poderia levar a uma negação do serviço.

O anúncio oficial foi realizado pela Fundação Apache no dia 22, provocando a disponibilização dos pacotes corrigidos para a Slackware Linux no mesmo dia, estando disponíveis para as versões 14.0, 14.1, 14.2 e -current da distribuição, tanto para arquiteturas de 32 bits, quanto de 64 bits.

Outra atualização envolveu o interpretador de comandos Zsh, que disponibilizou correções para nada menos que sete vulnerabilidades, inclusive algumas que permitiriam a um atacante local a execução de código arbitrário. Pacotes de correção foram disponibilizados também para as versões 14.0, 14.1 e 14.2 da Slackware Linux, tanto para arquiteturas de 32 bits, quanto de 64 bits.

Por fim, o aplicativo Irssi, que é um cliente para comunicações através do protocolo irc, também sofreu correções para problemas de segurança e estabilidade. No total, seis vulnerabilidades foram endereçadas junto a esta versão, cujos pacotes atualizados estão disponíveis para download para as versões 14.0, 14.1, 14.2 e -current da distribuição Slackware, tanto para arquiteturas de 32 bits, quanto de 64 bits.

A recomendação de sempre, é a de aplicar as atualizações de segurança com a maior brevidade possível, reduzindo os riscos de comprometimento dos ambientes expostos às falhas de segurança. A lista, com as atualizações disponbilizadas, podem ser consultadas diretamente no site da Slackware Linux, através de sua página com alertas de segurança.