Dez dicas de estudos para profissionais de Tecnologia da Informação

Studying-book

Quando me deparei com essa seleção de dicas de estudos, publicadas no blog HowToNetwork.com, percebi que tinha de compartilhá-las aqui também, já que hoje em dia existem mais e mais pessoas se dedicando aos estudos, com a intenção de obter alguma certificação profissional na área de TI, e como vi que serão úteis, inclusive no meu caso, aqui vão elas:

1 – Imprima o Syllabus: Este é o programa de estudos, ou os objetivos, tópicos, que serão cobrados durante a realização da prova. Imprima-o para que tenha uma idéia melhor sobre aquilo que você terá de enfrentar. Imprima-o e então transfira-o para uma planilha, definindo na mesma quais tópicos são apenas teoria, quais dependem de prática e quais necessitam de ambos.

2 – Escreva seu plano de estudos: Quais assuntos você vai estudar a cada dia? Quando você vai revisá-los? Quais os períodos de tempo vai separar para laboratórios práticos e simulados? Marque cada sessão realizada para que acompanhe o seu progresso.

3 – Obtenha suas ferramentas: Consiga seu leitor de PDF’s, tablet ou os livros impressos. Assine sites com informações  para membros. Baixe aplicativos de teste e compre equipamento para seu laboratório pessoal. Outra coisa, mantenha sua área de estudos a parte para que consiga estudar em paz.

4 – Construa seu quadro dos sonhos: Você deve ter uma forte razão para estudar ou vai desistir no primeiro obstáculo. Quem se beneficiará com seu sucesso? O que significa para você passar nesse exame?

5 – Ataque seu cérebro: Use múltiplos métodos para absorver as informações, redirecione todo o conteúdo, utilize recursos em áudio, vídeo, laboratórios práticos, escreva notas.

6 – Escreva um mini manual: Todos os pontos de aprendizado devem ser anotados em seu próprio livro de estudos. Carregue-o com você o tempo todo. Escreva notas sobre livros, vídeos, laboratórios práticos e simulados. Este é um importante passo do qual 99% dos estudantes não se utilizam. A não ser que você escreva, a informação não vai “colar” no seu cérebro. Só ler não é suficiente.

7 – Elimine tópicos: Utilize o programa de estudos em sua planilha para avaliar o quanto você entente cada um dos tópicos, em uma escala de 1 a 10. Trabalhe em cada uma dos pontos fracos até que não reste nenhum. Não trabalhe nos pontos fortes a não ser que seja uma revisão.

8 – Tenha disciplina: A diferença entre vencedores e perdedores é que os primeiros fazer de seus objetivos uma prioridade, e não inventam desculpas. Os perdedores estudam apenas se eles tem tempo, o que nunca acontece porque algo sempre acontece. Você tem que estudar todos os dias, durante 30 dias, para formar um novo hábito.

9 – Realize simulados: A maioria das pessoas utilizam simulados como a ferramenta final da preparação. Este é um engano. Comece a realizar simulados desde o começo e utilize-os para detectar os pontos fracos de seu conhecimento. Não realize o exame real antes de continuamente atingir 95% de aproveitamento todas as vezes que realizar os simulados.

10 – Siga em frente: Uma carreira em TI significa aprendizado continuo e atualização de habilidades. Tire um pequeno tempo para descanso após a realização com sucesso de um exame, celebre a conquista e então inicie os trabalhos para uma nova certificação.

Abraços!

Anúncios

Últimos dias para inscrições nos cursos do Profissão Futuro Qualificação em TI

” Encerram nesta sexta-feira, 31 de agosto, as inscrições para os cursos gratuitos de capacitação de profissionais em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Projeto da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-DF) e da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP-DF), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-DF).

O Profissão Futuro é um programa pioneiro do Governo do Distrito Federal voltado exclusivamente para a capacitação de estudantes e profissionais em cursos de Tecnologia da Informação. O GDF vai qualificar, gratuitamente, 1020 pessoas em áreas de Infraestrutura e Desenvolvimento. A finalidade é gerar emprego e renda proporcionando aos estudantes e profissionais melhores oportunidades de trabalho na carreira.

A meta é qualificar os profissionais em duas etapas: no segundo semestre de 2012, com 480 vagas e no primeiro semestre de 2013 com 540 vagas. As duas fases têm processos seletivos distintos. Dessa forma, os participantes não classificados na primeira fase poderão participar novamente do processo de seleção para a segunda fase, devendo, para isso, se inscrever e passar por todas as etapas do processo novamente.

Por uma questão de logística, os cursos serão desenvolvidos nas três unidades do Senai-DF, localizadas no Gama, Taguatinga e Setor de Indústrias Gráficas (SIG), com opções para os turnos matutino, vespertino e noturno. O Senai-DF conta com infraestrutura moderna e totalmente adequada para a promoção de cursos de TI, com salas de aula climatizadas, laboratórios, bibliotecas, lanchonete, etc. “

Faça sua inscrição no site: http://www.profissaofuturogdf.com.br/

Parceria visa formar dez mil programadores ao ano

 

” Em iniciativa financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a Brasscom lançou o portal Brasil Mais TI, voltado para estudantes e profissionais de Tecnologia da Informação (TI). O projeto, que contou com investimentos de R$ 1,4 milhão, faz parte do Programa Estratégico de Software e Serviços de TI do Governo Federal, anunciado ontem pelo Ministro Marco Antonio Raupp. O portal oferecerá capacitação profissional e vagas de trabalho, contribuindo para a inserção social e a redução do déficit de mão de obra qualificada no setor.

A plataforma interativa do Brasil Mais TI é composta por jogos, testes e cursos em linguagens de programação, além do Blog e das redes sociais. O projeto foi desenvolvido para responder a um dos principais desafios do setor: a formação de profissionais qualificados. Atualmente, o setor de TI emprega 1,3 milhão de profissionais, cresce acima da expansão da economia e enfrenta escassez de mão de obra qualificada. “O projeto foi desenvolvido para despertar talentos em tecnologia e capacitar alunos de acordo com as demandas do mercado”, afirma Antonio Gil, Presidente da Brasscom”.

Fonte: Yahoo! Educação.