Linux Certification Virtual Summit – 17 a 23 de outubro, 2016

Certificado

Um ciclo de palestras virtuais sobre certificações Linux será realizado entre os dias 17 e 23 de outubro. Durante o Linux Certification Virtual Summit, diversos profissionais estarão compartilhando seus conhecimentos, falando sobre o que fazer, e como fazer, para obter a sua certificação em administração de sistemas GNU/Linux, comentando e oferecendo dicas para os exames das principais fornecedoras disponíveis no mercado. As inscrições são gratuitas.

A abertura será realizada por John “Maddog” Hall, que falará sobre a importância de se aprender sobre os sistemas GNU/Linux e o impacto que causam no mundo atual. Nos dias seguintes teremos palestras falando sobre as certificações Linux+ da CompTIA, Linux Essencials da Linux Foundation, LPIC do Linux Professional Institute, além das certificações RHCSA e RHCE da Red Hat Inc. Segue abaixo a programação:

Dia 17

Mastering CompTIA Linux+ – Jason Eckert focará nos objetivos de exame CompTIA Linux+ 104, onde detalhará o que você precisa saber a respeito de shell scripting, gerenciamento de dados, interfaces com o usuário e tarefas administrativas.

Mastering CompTIA Linux+ – Jesse Varsalone discutirá sobre fóruns online, comandos que você precisa saber para ser aprovado nos exames e a importância de se conhecer os sistemas GNU/Linux no mundo da segurança cibernética.

Dia 18

Linux Essencials – Sirko Kemter discutirá seu envolvimento no projeto Fedora, além dos comandos e conceitos necessários para ser aprovado no exame Linux Essencials.

Dia 19

LPIC – 1 Certified Linux Administrator – David Morgan discutirá a respeito da certificação do Linux Professional Institute, oferecendo técnicas para ser aprovado nos exames 101 e 102.

Dia 20

LPIC – 2 Certified Linux Engineer – Andrew Mallet focará no exame LPIC – 2 201 onde falará sobre os comandos que deve se conhecer sobre o kernel Linux, inicialização de sistema, além de dispositivos e sistemas de arquivos.

LPIC – 2 Certified Linux Engineer -Mark Clarke falará sobre os passos que seguiu para obter a certificação LPIC – 2 e também sobre a companhia Jumping Bean.

Dia 21

LPIC – 3 Linux Enterprise Professional 303 Security Exam – Bruno Guerreiro Diniz oferecerá dicas sobre como ser aprovado no exame 303-200, incluindo tópicos como criptografia, segurança de hosts, controle de acesso, e segurança de redes.

LPIC – 3 Mixed Environment Certification – Glaysson Barboza falará sobre como foi aprovado no exame e trará dicas que você poderá usar para também ser aprovado.

Dia 22

Red Hat Certified Systems Administrator – Tyrone Terrence McKinney lhe mostrará de forma prática as habilidades necessárias para ser aprovado no exame. Nesta sessão ele focrá no entendimento e uso de ferramentas essenciais, execução de sistemas e configuração de storages locais.

Red Hat Certified Systems Administrator – Asghar Ghori revelará os comandos mandatórios para ser aprovado no exame RHCSA. Ele também explorará as formas de se implantar, configurar e manter sistemas, além das habilidades para criar e configurar sistemas de arquivos.

Dia 23

Red Hat Certified Engineer – Sander Van Vugt’s manterá a discussão centrada nos comandos para a configuração e gerenciamento de sistemas, incluindo a configuração de endereços IPv6, firewalls e roteadores.

Red Hat Certified Engineer -Devin Acosta’s focará na instalação, configuração e troubleshooting de serviços de rede, além de informações sobre como se tornar um arquiteto certificado Red Hat.

Para se increver, basta acessar o link para a página oficial do evento.

Promoção nas certificações da Linux Foundation

Promo_LinuxFoundation

Postagem rápida apenas para dizer que, ainda devido à Black Friday, a Linux Foundation mantém as promoções em suas certificações Linux Foundation Certified Systems Administrator e Linux Foundation Certified Engineer, que de U$ 300,00 ( trezentos dólares americanos ) está por apenas U$ 100,00 ( cem dólares americanos ).

Se você planeja tirar uma dessas certificações, esse é o momento de aproveitar e adquirir seu voucher por apenas um terço do valor normal. Corra e garanta já o seu pois é por tempo limitado, somente até o dia 01/12/2014!

Softwares livres estimulam o futuro da tecnologia

FOSS

Tradução livre do artigo original, postado no site Linux.com.

” A tecnologia entrou em uma nova era em que o software não é mais um diferencial , mas a fundação onde os ” grandes vencedores “ estão construindo seus serviços , Jim Zemlin afirmou hoje em seu discurso anual sobre o Estado do Linux na LinuxCon e CloudOpen América do Norte em Nova Orleans.

Empresas como Google , Facebook e Twitter são construídos sobre software livre e open source e esse padrão é a definição de sucesso em computação . Grandes mudanças no cenário de tecnologia para a computação em nuvem e um modelo de aplicação centralizada na web também estão favorecendo o Linux e o código aberto.

“Linux é o modelo padrão para novas áreas de inovação”, disse Zemlin .

Enquanto a computação em nuvem e em escala global toma conta do mercado, o Linux lidera essa mudança e vem substituindo o Unix como sistema operacional de facto para os servidores. Jim prevê que o Linux e open source vão continuar a dominar enquanto as funcionalidades são abstraídas para camadas de serviço e o suporte de hardware se tornam mais importantes.

“Toda tendência está sendo desenvolvida em cima de software livre e open source “, disse ele . “Eu posso lançar um dardo e ele atingirá ( o nome de ) uma empresa que está sendo criado em cima de código aberto e livre”.

O Twitter , que anunciou na semana passada seu planejamento para um IPO ( Initial Public Offer, ou oferta pública inicial, que é a estréia no mercado de ações ), tem software de código aberto em seu núcleo e contrata de 10 a 15 por cento de sua equipe de engenharia a partir de pessoas que trabalham em projetos de código aberto relacionados ao Twitter, disse Zemlin .

O futuro dos jogos é o Linux

A Valve, empresa de jogos que em fevereiro lançou sua plataforma web Steam para Linux, também cria e executa todo o seu código-fonte, animação e ativos em Linux – uma configuração típica para as empresas na indústria de jogos , disse Gabe Newell, co- fundador e diretor-executivo da Valve em seu discurso que se seguiu e reforçou a mensagem de Zemlin .

As mesmas tendências que moldam a indústria de tecnologia em geral estão a moldar a indústria de jogos – impulsionando a inovação e mudança do modelo de negócios, Newell disse .

O centro de gravidade deslocou-se a partir de plataformas de hardware de console com preço e acesso controlado por fabricantes de PCs, para um modelo baseado em jogos online, livre para jogar e multiusuário. Como resultado, as empresas estão investindo em desenvolvedores e serviços, e os usuários são o foco das estratégias de desenvolvimento de mercado, Newell disse .

A percepção de que este era o novo modelo de negócios , encaminhou a Valve a mudar sua abordagem no desenvolvimento de jogos.

” A Valve se convenceu de que o Linux é o futuro dos jogos “, disse Newell .

Então, eles começaram a trabalhar duro para dar a certeza de que o Linux é uma boa solução para os jogadores e desenvolvedores de jogos , disse ele. Eles começaram por portar um jogo para Linux e as lições aprendidas nesse processo foram aplicadas a muitos dos jogos que se seguiram. Eles agora têm 198 jogos rodando em Linux e desenvolvedores trabalhando em contribuições para outros projetos de código aberto .

O próximo passo é resolver o problema da fragmentação entre as várias plataformas móveis, ( utilizações na ) sala de estar e desktop. Eles estão almejando uma ” grande unificação ” e tem planos para anunciar a sua visão para uma solução de hardware na próxima semana “.