Site oficial do Kurumin NG

Agora você poderá acessar informações sobre a distribuição brasileira também em seu site oficial. Ele traz as novidades acerca do desenvolvimento do Kurumin NG, link’s para o fórum no Guia do Hardware, screenshots, além de artigos mostrando como incrementar outras distribuições baseadas no Debian e sobre como contribuir com o desenvolvimento do projeto.

Mais uma vez os mantenedores da distribuição estão de parabéns, preenchendo a lacuna de uma distribuição brasileira fácil, estável e rápida deixada pela Conectiva Linux. Trabalho muito bem feito na reunião das qualidades das distribuições nas quais foi baseada, que foram Kubuntu, Kalango e Kurumin. Sucesso sempre!

Anúncios

Claro 3G no Kurumin NG 8.06

O Daniel Siqueira disponibilizou em seu blog, um tutorial sobre como configurar o acesso aos serviços da Claro 3G, utilizando o modem Huawei E226 e o novo Kurumin NG 8.06, mas podendo facilmente ser adaptado para outras distribuições que utilizem o KDE como gerenciador de janelas, já que baseia-se na ferramenta kppp.

Foi escrito em linguagem fácil e com muitos screenshots como apoio, sendo de fácil entendimento. Vale a pena conferir! Parabéns pela iniciativa Daniel!

Liberada a versão final do Kurumin NG 8.06

Depois de um certo período de desenvolvimento, foi lançada a versão final do Kurumin NG, numerada como 8.0.6. Em postagem recente, um dos mantenedores do projeto comentou as diferenças entre o Kurumin NG e seus primos Ubuntu, Kubuntu e Kurumin 7, além de adiantar que seria liberada a versão final ainda hoje. Segue o comentário na íntegra:

“Olá Pessoal,

Ainda hoje sai a versão final do KNG, será Kurumin NG 8.06 sem codinome a princípio.

Ainda há mínimas referências ao nome Ubuntu e Kubuntu, não vou mexer nisso para esta versão pois tratam-se de arquivos importantes para o sistema e que poderia comprometer a estabilidade da distro. O Ubuntu fez o mesmo em suas primeiras versões, tinha várias referências ao Debian, aos poucos isso foi mundando.

Para quem está inseguro ou insatisfeito com o Kurumin NG eu sinto muito, mas não dá para agradar a todos, e nem ficar paparicando e prometendo coisas que não se pode garantir que vão acontecer, no entanto, quem está acreditando no projeto, ajudando na divulgação e instalando em suas máquinas não vai se arrepender, pois temos ótimos planos para o futuro, não adianta querer comparar o KNG com o Ubuntu, Kubuntu ou Kurumin 7, são sistemas totalmente diferentes no sentido da forma como eles vêm por padrão.

Para quem duvida que o KNG é diferente do Kubuntu, vou listar algumas pequenas diferenças que embora sejam de certa forma fáceis de se aplicar no Kubuntu depois de instalado, elas são fundamentais para quem NUNCA VIU o Linux, imagina colocar um sistema todo em inglês na máquina do seu tio de 45 anos que mal fala o português corretamente, quem dirá o inglês, o mesmo vale para crianças, enfim, a população em geral do Brasil tem uma realidade diferente de muitos de nós que já somos privilegiados apenas pelo fato de ter conexão com a internet.

O Kurumin NG:

– Tem suporte ao português do Brasil por padrão.

Fundamental para o nosso país.

– Vem com o Thunderbird, Firefox, Gimp, Inkscape, aMSN, Audacity, Yakuake, Gparted, e muitos outros programas instalados por padrão.

Os programas listados acima, podem ter suas deficiências, porém, são os melhores em suas categorias, portando devem sim estar disponíveis por padrão mesmo que nem todo mundo use, pois a maioria usa. Observa-se aí que quebramos a barreira de Qt/GTK, no fim das contas este “purismo” não vale a pena, o usuário vai abacar misturando as ferramentas, então não há de minha parte “preconceito técnico” quanto a isso.

– Codecs de MP3 por padrão.

No nosso país ainda não há problemas em distribuir os codecs para MP3, portando é uma vantagem que temos.

– Plugin do Java por padrão.

Mesmo caso do MP3, imagina o usuário que está conhecendo o Linux agora, nem sabe usar o Windows direito, ele irá acessar seu Home Banking e o bendito não funciona…NÃO DÁ.

– Ícones Mágicos.

Dispensa comentários. O novo sistema de Ícones Mágicos está apenas no começo, mas quando atingir o nível que imagino será uma ferramenta muito boa de se manter e para o usuário utilizar, pois as tarefas serão padronizadas, não exigindo, portanto, se deparar com uma tela diferente em cada caso.

– Menu organizado e ambiente “limpo”

Essa característica podemos dizer que foi herdada do Kalango e que faz total diferença na hora de mostrar o sistema para alguém, pois cria uma boa impressão a respeito do sistema, além de facilitar o acesso aos programas já que não é preciso ficar caçando (quase que literalmente) o atalho em questão.

– Repositório próprio.

Esse é um diferencial com relação ao Kurumin 7 que não permitiu o upgrade do sistema sem a reinstalação do mesmo, agora isso deve ser resolvido já que no repositório oficial encontramos TODAS as atualização do sistema.

Tem muitas outras coisas como apelo visual, jogos, boa usabilidade, estabilidade, facilidade e etc, mas que vocês podem ver com os próprios olhos.

Então eu estou dizendo que o sistema é o melhor de todas as distros? CLARO QUE NÃO, apenas estou mostrando o que tem de positivo ao contrário de outras pessoas que preferem se concentrar no que tem de negativo.

Resumindo tudo, acreditem mais, participem, façam acontecer, indiquem para os amigos, digam para o “mundo” o que acham do projeto, escrevam dicas para o sistema, ajude os iniciantes, se possível adquiram o CD que estará disponível para venda, postem seus screenshots em sites especializados para tal…enfim, faça a lição de casa, o projeto só existe por causa de VOCÊ, não sou eu, sozinho não faço nada, se não fosse a equipe do Debian, do Ubuntu, do pessoal do fórum, dos usuários nada disso seria real.

Para quem disse que isso definitivamente não ia dar certo (como eu li em alguns lugares) eu só posso fazer uma coisa: :p .”

Para baixar o Kurumin NG 8.0.6, acesse este link.